Você entende as suas emoções?

As Emoções deixam marcas como cicatrizes alojadas na Alma.

Costumo dizer que as emoções que nos acompanham no dia a dia como o Medo, a Culpa, a Raiva, a Tristeza e a Mágoa são a porta de entrada para vários males do nosso corpo e alma. Elas alteram o nosso sistema imunológico, as nossas energias e vibrações, pegando nos nossos corpos mais sutis e intensificando-se até chegar no nosso corpo físico onde se transformam em doenças variadas, desde a mais simples dor de cabeça até outras mais complexas, como o Câncer.

Cabe apenas a nós mesmos nos conhecermos, percebermos e aceitarmos os nossos sentimentos antes de deixá-los chegar ao nosso corpo físico. Para conseguirmos isso, devemos identificar essas emoções, saber porque elas estão em nós e o que elas querem nos mostrar. Não devemos nunca esconder essas emoções dentro de “gavetas”, pois as gavetas vão ficando cheias e aí chega um momento em que não temos mais o que fazer: a bagunça é tanta que não conseguimos esvaziar e nem entender o que tem dentro delas. Busque deixar as suas gavetas sempre limpas e organizadas, dando a devida atenção às suas emoções.

Como fazer isso?

Experimente parar e respirar profundamente umas cinco vezes até conseguir se concentrar e perguntar a si mesmo:

  • Que emoção é essa que eu sinto?
  • Que parte do meu corpo ela incomoda quando a sinto?
  • Por que eu a estou sentindo?
  • O que aconteceu quado eu passei a sentir essa emoção?
  • Eu preciso dessa emoção nesse momento ou eu posso agir de outra maneira para me sentir mais leve?

Entenda o que está acontecendo, compreenda, acolha e trate desta emoção no mesmo momento em que você perceber que a está sentindo. Olhe de frente para ela, converse com ela, não a reprima. As emoções fazem parte de nós, só não devemos deixar que elas nos dominem.

“Mas e se eu não tiver tempo para fazer isso toda hora? Não tenho tempo para parar, olhar e entender.”

Muitas pessoas me dizem isso, se você for mais uma que concorda com a frase acima, eu irei lhe dizer que este tempo é um presente para você mesmo, é uma oportunidade para conseguir uma melhora de dentro para fora. Uma oportunidade única para aumentar o seu bem estar e evitar que emoções mal compreendidas tragam doenças para o seu corpo físico. Se você estiver disposto a se permitir este tempo, confira abaixo algumas dicas que separei para você poder identificar de forma mais clara cada emoção.

Entendendo as emoções:

MEDO

O Medo é um estado emocional intenso e desagradável. É um estado de alerta, um mecanismo de defesa e de sobrevivência numa situação de eventual perigo. Para que o medo surja é necessário um estímulo que provoque ansiedade e insegurança ao indivíduo, ele também pode surgir a partir de uma ideia ou da sensação de algo desagradável.

O medo tem vários níveis, desde o simples desconforto até o pavor total, e pode nos causar duas reações naturais: o confronto e a fuga. Em seu estágio mais alto, ele pode nos paralisar completamente.

O medo afeta as pessoas no estado físico, psicológico e social. Apesar de darmos vários nomes a ele – apreensão, preocupação, ansiedade, angústia – na verdade, tudo significa a mesma coisa e ao aceitar e entender este sentimento, percebemos que o medo é simplesmente algo que projetamos, algo que criamos e que precisa existir para nos dar limites e nos alertar quando necessário, mas nunca para nos dominar.

Algumas das características físicas desencadeadas pelo medo são: aumento de batimento cardíaco, aceleração da respiração e contração muscular.

CULPA

A Culpa é um estado de arrependimento por uma atitude tomada. É um sentimento causado por sabermos que ouve um erro, uma situação na qual falhamos, decepcionamos ou até mesmo prejudicamos alguém, mas que não queremos admitir. Por isso, ao invés de encararmos a situação e aceitarmos o erro, permanecemos em constante estado de fuga, buscando a auto punição.

A Culpa sempre se localiza num acontecimento do passado, um acontecimento de dor, trauma, erro. Ela é um incômodo que as vezes nem sequer conseguimos distinguir, causando preocupação ou ansiedade e nos levando para caminhos auto-depreciativos e destrutivos. A culpa nos deprime, nos aprisiona, não nos deixa seguir em frente, não nos deixa enxergar os dois lados da situação, nos obriga a viver no passado para não vivermos o hoje.

De um certo modo, a Culpa é uma desculpa para continuarmos vivendo da mesma maneira, é uma forma de nos manipularmos ou deixarmos que nos manipulem. Devemos saber lidar com ela, assumindo os nossos erros e os danos causados, buscando entender o porquê cometemos este erro e aprendendo com ele para que possamos nos perdoar.

RAIVA

A Raiva é o estado mais frequente da vida moderna e o mais intenso. É o sentimento de impotência, de querer controlar uma situação ou controlar a si mesmo. O ato de controlar gera a tensão que vai desde uma simples irritação até uma demonstração de fúria. A Raiva vem da ideia de que fomos injustiçados ou maltratado. Ela reflete em violência, frustração e depressão, o que pode levar à violência verbal ou física.

Ao conter a  Raiva, ela começa a se acumular até que um simples acontecimento faça com que ela exploda, deixando objetos quebrados e relacionamentos destruídos. O melhor e o mais correto a fazer é deixar que a Raiva flua naturalmente para que aos poucos ela se dissolva, sem afetar a nós e a ninguém. Quando nos perdemos na Raiva e a alimentamos cada vez mais dentro de nós, ficamos cegos e surdos aos nossos sentimentos mais profundos, desta forma, ela parece ser forte e poderosa, não nos dando forças para nos perdoamos e nem perdoar a ninguém. Isso faz com que os nossos pensamentos se percam em um ato destrutivo e furioso.

TRISTEZA

A Tristeza é um estado afetivo dentro de nós cuja causa varia de pessoa para pessoa. Ela pode ser iniciada pela perda de um ente querido, por não conseguimos realizar aquilo que mais queremos, por uma frustração diante de algo ou de alguém. Ela gera desgosto pela vida, falta de ânimo e de disposição

A Tristeza é uma condição natural de todos nós e tem diversos graus de intensidade, desde o desânimo passageiro até a mais profunda depressão. Os principais sintomas são a falta de vontade de desempenhar tarefas e de conviver socialmente. O estado melancólico causado pela Tristeza nos leva a algumas memórias associadas a erros, fracassos, dificuldades, dor, angústia, etc. Esses pensamentos nos deixam letárgicos e sem energia, provocando uma angústia profunda e nos causando reações físicas e emocionais. A Tristeza pode ser passageira ou ficar escondida dentro de nós por muito tempo, nos confundindo sobre o que realmente estamos sentindo, sem podermos entender o que está acontecendo e causando alterações em nosso corpo.

MÁGOA

A Mágoa é uma emoção que pode ser causada por alguém ou pela própria vida. Ela vem de uma grande decepção ou ofensa e vai direto ao coração. Quanto maior a Mágoa, mais profunda será a marca deixada, ela é uma forma de pensar e sentir que causa muita dor e sofrimento. É um dos sentimentos que mais prejudicam um relacionamento, levando ao fundo do poço através de vinganças e crueldades.

Ao contrário de outros sentimentos humanos que são intensos e passageiros, a Mágoa é uma sensação de desconforto que pode durar muito tempo, causando um pesar profundo de desgosto e ressentimento. Apesar de nem sempre ser demonstrada, a Mágoa machuca e é algo carregado por uma pessoa a respeito da outra. As vezes, é possível percebê-la no semblante, nas palavras e gestos, acabando com a alegria, entusiasmo e esperança, desta forma, a pessoa se torna amarga e infeliz, sem conseguir demonstrar e falar realmente o que sente. A Mágoa é o Amor-próprio ferido que não consegue fazer o movimento para a cura.


Agora que você conhece um pouco mais sobre os sentimentos, lembre-se que o seu pensamento é poderoso e do mesmo jeito que ele destrói ele cura, só depende de você. Quando precisar de ajuda, permita-se procurar o apoio profissional de um Terapeuta que irá auxiliá-lo a olhar para as suas emoções e saber como trata-las.

Para saber mais, clique aqui e fale com a nossa terapeuta.


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s